Cervejas


Cervejas artesanais e seus processos de produção

23 de novembro de 2018 por Boteco Posto 15

Visto que existem grandes variedades de cervejas artesanais, muitos fazem delas um hobby. Conhecer e experimentar essas cervejas tem se tornado uma paixão entre os brasileiros. Conheça os grupos das cervejas artesanais.

Existem três grupos dos variados tipos de cervejas artesanais: Ales, Lagers e Lambics.

Ales

São as cervejas encorpadas, que passam pelo processo de alta fermentação. Com os termômetros marcando 20°C, elas fermentam praticamente em temperatura ambiente. Assim esse processo realça os sabores mais complexos, frutados e lupulados. Elas também podem variar muito de uma marca para a outra, do doce ao amargo e das claras às escuras. As mais conhecidas são Porter, India Pale Ale, Weizenbier, Saison, Quadrupel, Dubel e Tripel.

Lagers

São as mais consumidas do mundo. São cervejas de baixa fermentação, produzidas em temperaturas de 5-10°C. As cervejas lagers padrão é de coloração clara, sabor levemente amargo, por isso a recomendação de servi-la gelada. As mais conhecidas são a Pilsen, Pale Lager, American Standard Lager, Vienna Lager, Bock, Schwarz

bier e Münich Helles

Lambics

São produzidas através de fermentação espontânea. Consumidas após a refermentação, as cervejas Lambic são bem diferentes. Ácidas, azedas e com aromas e sabores bem característicos, são as cervejas puras, sem misturas e novas. Mas elas possuem também outros sub estilos como as Geuze (um blend entre Lambics nova e velha), Faro (que tem adição de açúcar), Kriek (com cerejas adicionadas durante a fermentação) e as Fruit Lambics (que podem levar desde morango até pêssego).

Quais os principais ingredientes para a produção das cervejas artesanais?

Os principais ingredientes para a produção da cerveja artesanal são: malte, lúpulo, fermentadores e água. Primeiro deve ser definido qual a receita da cerveja, teor alcoólico, cor e amargor, por exemplo.

Depois se passa por vários processos. Processo de moagem, brassagem, mosturação, filtragem, fervura, resfriamento, processo de fermentação, maturação e envase.

Mesmo que seja um processo simples,  a cerveja artesanal é um produto que os mestres-cervejeiros pensam nos mínimos detalhes, desde o grão da cevada até o tempo de maturação.

Que tal viver essa experiência sensorial? Venha pro Posto 15 e conheça as cervejas artesanais disponíveis.

O Rodrigo Almeida, fundador da Cerveja Seresta, nos dá algumas dicas para quem quer começar a experimentar cervejas artesanais, confere aí!